Tatuí, 17 de Abr de 2014
Tatui
+18...+30° C
  • Executivo contrata nova empresa para gerenciar cartão alimentação
  • Prefeitura estima economizar, com troca, mais de R$ 464 mil por ano
    01/02/14 - Da redação


    A administração do cartão alimentação dos servidores municipais vai mudar. É o que informou a assessoria de comunicação da Prefeitura, em nota enviada à imprensa.

    O prefeito José Manoel Correa Coelho, Manu, realizou pregão para contratação de nova empresa para administrar o cartão e a cesta básica, no dia 19 de dezembro do ano passado.

    Ele teve como vencedora a Ecopag Administração de Cartões de Crédito. A empresa substitui, a partir de março deste ano, a Brasil Card – que prestou serviços nos últimos dois anos –, permitindo, conforme a Prefeitura, “redução de gastos”.

    “Não haverá nenhum prejuízo ao valor recebido pelos funcionários, que continuará fixado nos mesmos R$ 174,02, já com o reajuste, previsto em lei, baseado nos índices inflacionários”, cita em nota à imprensa a assessoria.

    Segundo o órgão, a “grande diferença será sentida mesmo pelos cofres públicos”. A Prefeitura anunciou que pagará 6,94% a menos que o repassado até o ano passado. A economia anual é estimada em “mais de R$ 464 mil”.

    “Se contabilizarmos os próximos três anos de mandato, chegaremos à economia de quase R$ 1,4 milhão, recurso suficiente, por exemplo, para construir uma nova creche”, declarou, por meio da comunicação, o secretário de Administração, Marcos Rogério de Campos Camargo, Marcos Quadra.

    “Racionalizar os gastos foi nosso principal foco em 2013 e continuará sendo ao longo de toda nossa gestão”, complementou.

    A Prefeitura destacou como “item importante” a legalidade do contrato. Conforme o Executivo, o anterior “vinha sendo questionado pelo Tribunal de Contas”.

    A alegação é de que o contrato havia sido feito “sem licitação e numa transferência direta de valores ao Sindicado dos Servidores Públicos Municipais”.

    Em nota, o prefeito afirma que o Executivo teve “rápido equilíbrio das contas públicas” por conta de uma série de ações. Entre elas, redução de aluguéis de carros e imóveis, corte do número de secretarias e nos cargos de comissão. A Prefeitura também realizou renegociação de valores na compra de produtos.

    “Tenho dito que 2014 ainda será um ano de ajustes, pois ainda temos R$ 18 milhões em dívidas para pagar. Mas, tenho certeza que teremos maior capacidade de investimento e que levaremos obras e melhorias estruturais para os quatro cantos da cidade”, declarou o prefeito.

    “Já em 2015 e 2016, o recurso que agora usamos para saldar as contas do passado serão investidos em melhorias para dar o salto de qualidade que a nossa cidade quer e merece”, concluiu.


    Credenciados

    Além de anunciar a mudança da empresa de gestão, a assessoria de comunicação divulgou que o setor de recursos humanos emitirá nota nos próximos dias sugerindo aos servidores que “esgotem o saldo de seus cartões atuais”. O processo deve ser feito até o final deste mês.

    O RH também deverá informar, em data não confirmada, o prazo de entrega dos novos cartões. Já a Ecopag deverá cumprir exigência do número mínimo de estabelecimentos conveniados quando da assinatura do contrato.

    Conforme a comunicação, ela deve estar credenciada a, pelo menos, quatro supermercados, dois armazéns, duas mercearias, dois açougues, duas padarias, uma peixaria e um comércio de laticínios e frios – todos dentro do município.

    A Prefeitura informou que a empresa “comprometeu-se em expandir sua área de cobertura ao longo dos meses e incluir estabelecimentos na região”. As lojas do Carrefour das cidades de Sorocaba, Itu e São Paulo já estão conveniadas.