Tatuí, 21 de Out de 2014
Tatui
+18...+30° C
  • Samu local realiza treinamento de reanimação no CAT-Sesi de Tatuí
  • Funcionários aprenderam como executar a massagem cardíaca
    25/09/13 - Da reportagem


    Kaio Monteiro

    Equipe do Samu analisa simulação de atendimento realizada por funcionários do Sesi

     

    O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) promoveu treino para funcionários e salva-vidas do Sesi Tatuí, na segunda-feira, 23, sobre atendimento de reanimação com massagem cardíaca.

    Também inscreveram-se para a atividade pessoas que “sentiam a necessidade de participar”, informou o enfermeiro do Samu Narciso Serafim da Silva Júnior.

    O treino contou com aulas teóricas no período da manhã. À tarde, os 28 alunos integraram, no ginásio esportivo, uma simulação de atendimento a pessoas com parada cardíaca.

    Os oficiais do Samu levaram dois manequins RCP (reanimação cardiorrespiratória) e dois DEAs (desfibrilador externo automático) para ministrarem as aulas práticas.

    O enfermeiro explicou que o treinamento consiste em ensinar ou aprimorar as técnicas de atendimento básico de primeiros socorros às vítimas de paradas cardíacas, que necessitam urgentemente de socorro. “A cada minuto que perdemos são 10% a menos de chance de sobrevida”, alertou.

    Júnior considera o treinamento importante para quem não é profissional da área de saúde, pois a pessoa conseguirá verificar se a vítima está em parada cardíaca ou com a respiração anormal.

    Lucimara de Souza Revoredo da Silva, 38, auxiliar de limpeza do Sesi, afirmou que a unidade tatuiana realiza treinamentos desta natureza para os funcionários, mas foi a primeira vez que ela participa. A mulher considerou as aulas do Samu interessantes.

    “Já estive em situações parecidas, e tive que fazer a ligação para chamar uma ambulância. Na hora, eu fiquei bastante nervosa. Agora, eu me sinto mais segura, eles passaram bastantes dicas”, confirmou.

    Os funcionários do Sesi e os interessados no curso tiveram aulas de fisiologia, problemas cardíacos e parada cardiorrespiratória.

    Os oficiais do Samu também ressaltaram aspectos básicos sobre crise convulsiva. As atividades práticas contaram com exercícios de massagem cardíaca e de respiração, além da utilização correta do desfibrilador.

    De acordo com Andreia Fonseca, coordenadora do Samu, foram destacados 12 funcionários na unidade de atendimento de emergência. “Esse exercício não prejudicou o atendimento à população. Caso surgisse uma ocorrência, estaríamos prontos para atender”.

    Júnior também revelou que o treinamento do Samu propicia a “reciclagem” dos salva-vidas do Sesi. “As diretrizes para o atendimento de primeiros socorros são atualizadas constantemente pelas associações médicas”.

    A coordenadora do Samu afirmou que levará o treinamento às UBSs (unidades básicas de saúde) do município. “Às vezes, os médicos não estão presentes nas unidades, então, esse atendimento fica a cargo das enfermeiras. Por isso, vamos fazer a reciclagem nesses locais”, contou.

    Andreia disse que o treinamento para massagem cardiorrespiratória deverá ser estendido à rede pública de ensino.

    “Os alunos das escolas receberão quase os mesmos ensinamentos que os adultos. Mas, todos saberão realizar o atendimento de primeiros socorros em possíveis vítimas”.